A História e Arte Dos Vitrais Italianos

Os primeiros vitrais medievais tem sua história no século 10 em catedrais francesas e alemãs. Conhecidos por serem coloridos e imensos, esses vitrais adornados eram verdadeiras bíblias reluzentes, que revelavam a história sagrada dos homens e as verdades por trás de toda a fé.

O desenvolvimento comercial aconteceu na Europa durante da Idade média, que abriu espaço para novas oportunidades estéticas. Na qualidade de representantes com o maior poder clerical, as igrejas medievais demonstraram todo o progresso técnico e também material naquela época, lançando a frente da construção de vitrais góticos.

Vitros e janelas de vidro

Construídos durante todo o século 10, os primeiros modelos eram considerados um tanto quanto rústicos: resumindo a alguns buracos feitos no muro e preenchidos com cristais coloridos. Porém, à medida que as técnicas de construção foram evoluindo, a parede foi sendo gradativamente substituídas por essas janelas grandes e coloridas de vidro.

Com toda sua beleza, imensas e adornadas com santos em passagens bíblicas, as imagens nos vitrais atraíram cada vez mais fiéis as catedrais.  Assumindo assim um papel importante dentro do universo religioso.

As qualidades luminosas dos vitrais corresponderam aos conceitos metafísicos de luz e também de toda a espiritualidade desenvolvida pelos teólogos e cristãos. Porém não existem menção antes do século 4, de qualquer fabricação de janelas com vidros coloridos. Menos ainda esse tipo de construção que foi desenvolvida apenas durante o renascimento, que preferiu vidro incolor.

Para a criação de um vitral, é preciso encontrar um vidraçaria especializada este trabalho, pode entrar uma em São Paulo e a outra é a vidraçaria em Porto Alegre rs, esta duas vidraçarias aqui no Brasil são bem conceituadas.

primeiramente o pintor fazia um esboço do desenho que seria aplicado em cima do vidro, enquanto isso diversas sessões de aquecimento preparavam o vidro para assumir as formas e colorações da arte.

Realizando toda a fundição e também a parte de modelagem dos perfis de chumbo, os vitralistas se encarregavam de aquecer as peças de vidro coloridas até atingirem o seu ponto de quebra.

Com a ajuda de um estilete com a ponta de diamante, o artesão era capaz de recortar o vidro e encaixar na armação, empregando uma massa que impedia qualquer passagem de água pelo mesmo.

Utilizando a fabricação de vidros até o século 13, o potássio foi substituído pela soda que inibia a formação de bolhas nos vidros, fazendo com que sua decomposição pela refração da luz fosse ainda mais favorecida.

O contraste era sempre criado a partir das formas destacadas sobre o fundo e reforçada ainda mais pelas barras de chumbo que eram sempre circundas aos contornos do desenho. Serviam para reunir solidamente todos os pedaços de vidro e também para realçar as formas com nitidez.

vitros obra de arte

Segundo uma pesquisa que foi recentemente divulgada pelo professor Zhu Huai Yong, muitos vitrais de igrejas pela Europa foram decorados com muitos vidros coloridos por meio de nanopartículas de ouro. Ou seja, acredia que os primeiros vidraceiros medievais foram os primeiros nanotecnólogos que conseguiram produzir cores com nanopartículas de ouro de diferentes tamanhos. Sendo assim energizadas pelo sol elas eram capazes de destruís poluentes do ar, como produtos orgânicos voláteis.

Essa técnica de produção de vitral gótico teve seu auge no século 13, estabelecendo a catedral de Chartres e Bourges como as mais importantes. Já no século 14, com o renascimento e também com o surgimento da construção da Basílica de São Pedro, esses vitrais acabaram caindo em desuso.

As composições de todos esses vitrais acabaram reaparecendo a partir de 1900, porém dessa vez estava ligado às pesquisas de pintura, bem ocmo as experiências de luz e também a cor do abstracionismo. À medida em que a luminosidade atravessava os vitrais, o interior desse ambiente era considerado sagrado, pois eram imagens reluzentes que transmitiam paz interior a quem estivesse no local.

Please follow and like us:

Onde Fica a Paisagem Atrás De Mona Lisa?

Pode passar o tempo que for, séculos e mais séculos, que continua sendo uma das obras de arte mais enigmáticas de todos os tempos. O quadro mais famoso pintado por Leonardo da Vinci foi realizado com a técnica esfumaçada e depois de quase quatro anos de trabalho é que foi concluído.

Em 1516 foi quando a pintura foi levada para a França pelo próprio pintor, Leonardo da Vinci e comprada pelo rei francês Francisco I, após isso ela foi exibida nos palácios de Fontainebleau e também no palácio de Versalhes, a Mona Lisa foi usada para a decoração dos aposentos do Napoleão Bonaparte.

Hoje protagonista do Museu do Louvre, localizado em Paris, Mona Lisa que também é conhecida por La Gioconda, é a mulher do sorriso tímido e dotada de feições introspectivas que é capaz de atrair multidões.

As pessoas não conseguem resistir ao ritual de enfrentar a aglomeração e ficar na ponta dos pés apenas para contemplar, nem que seja por poucos instantes, o quadro pequeno de 53cm de largura e 77cm de altura.

Foram formuladas inúmeras hipóteses sobre a identidade de Mona Lisa, muitos podem afirmar que a modelo de Leonardo da Vinci era uma nobre que se originou na cidade de Mantova. Outras pessoas mais estudiosas sustentam que a mulher que foi retratada era Lisa Gherardini, esposa de Francesco Giocondo, que era um comerciante muito rico que residia em Florença.

Sendo ainda um grande mistério para muitas pessoas o lugar exato onde a paisagem foi retratada por Leonardo da Vinci, porém essa resposta foi dada por duas pesquisadoras italianas, a fotógrafa Rosetta Borchia e a geográfa Olivia Nesci.

No ano de 2009 quando passeavam pelo vale Valmarecchia, perto de Rimini, procurando os lugares que foram retratados pelo pintor Piero Della Fancesca, Rosetta teve uma intuição. Quando estava olhando para o rio à sua frente, a pesquisadora pensou na paisagem do retrato da Mona Lisa. Sua amiga Olivia retrucou dizendo que para todos a Mona Lisa era retratada em Florença e que podia ser improvável que aquele cenário fosse imortalizado por Da Vinci.

Sendo assim a teoria de Rosetta foi confirmada quando o grande estudiosos italiano Roberto Zappari, você pode ler mais sobre isso aqui. chegou a publicar um livro que foi intitulado “Mona Lisa Addio, la vera storia della Gioconda”.

Nesse livro ele afirma que a Mona Lisa não é um retrato, mas sim uma pintura a imagem de uma dama que nunca encontrou. A mulher vinha a ser Pacifica Brandani da Urbino, amada por Giuliano dé Medici e que foi morta em 1511 após ter dado à luz a um pequeno menino chamado Pasqualino.

Pasqualino foi aceito pela família Médice e acabou recebendo um novo nome: Ippolito. Onde se tornou potente cardeal. O quadro havia sido encomendado por Giuliano de Médice para que o filho pudesse ter uma imagem da própria mãe, porém Giuliano faleceu antes que Da Vinci viesse a completar a obra que foi levada a França.

A tese de Zapperi era a única coisa que faltava para que as estudiosas Olivia e Rosetta conseguissem concluir que estavam certas, pois a dama conhecida hoje como Mona Lisa era originárioa de Urbino e a paisagem de Da Vinco concidia com o antigo Ducato di Urbino.

O antigo feudo corresponde hoje ao território que é ocupado por parte das regiões Marche, Umbria e Emilia Romagna. Depois de muitos estudos atentos ao quadro, para as estudiosas das colinas, vales e rios atrás da figura de Mona Lisa são aqueles de Valmarecchia.

Porém graças a um projeto que foi chamado Montefeltro vendute Rinascimentali, é possível reservar visitas guiadas para explorar cenários do quadro mais famoso do mundo.

 

Please follow and like us:
Cantina Famiglia Facin

Cantina Famiglia Facin

A Cantina Famiglia Facin é um ambiente extremamente incrível, pois quem vai ao local sem saber o que espera acaba tendo uma surpresa absolutamente diferente. Pois a primeira coisa que é possível se enxergar são os túneis e também as paredes que são feitas com tijolos e pedras à vista.

É um ambiente realmente incrível, pois além de encher os olhos com tanta robustez, é possível sentir o clima de aconchego de imediato. O restaurante é subterrâneo e está literalmente abaixo da chaminé da antiga cervejaria Continental, que depois foi à cervejaria Brahma. Onde hoje se encontra o Shopping Total.

É um dos motivos que faz com que o local seja tão especial, pois até chegar a sua mesa você passa por um cenário quase que medieval, fazendo com que sua primeira impressão e experiência sejam inesquecíveis a partir da sua chegada.

Cantina Famiglia Facin

Com um ambiente assim a decoração se faz necessária, vendo uma quantidade de quadros antigos e algumas bandeiras também, dando um ar um pouco mais robusto. Sem muita modernidade e nem muitas delongas, além disso, só uma fonte que fica no pátio externo. Decoração impecável e bem condizente com o que o restaurante quer passar aos clientes.

As mesas são todas distribuídas entre os túneis, algumas mais afastadas e outras bem grudadas aos tijolinhos que tanto ganham a atenção de seus clientes. Tudo é muito bem pensado para poder reproduzir o cenário rústico que tinha todas as cantinas italianas.

O restaurante também se propõe a fazer com que você tenha uma verdadeira experiência italiana, com um cardápio tradicional da culinária italianada trazida pelos imigrantes, inclusive receitas que foram feita pela própria família.

Para o antepasto eles contam com uma cesta de pães, tradicional e original da cozinha italiana, além de muitas opções de queijos, salames, presunto parma, alcachofra e tudo o que você pode pensar que tem na culinária e cultura italiana.

O buffet do antepasto é por quilo, muito em conta, porém é preciso tomar cuidado para não comer muito antes de chegar o prato principal. Porque senão você não consegue saborear da forma como deve, então tenha parcimônia e paciência.

Pois assim que você terminar de saborear as entradas será servido o prato principal, em panelinhas extremamente rusticas e muito a cara do local. Uma panela feita de ferro e cobre, extremamente rustica. Os pratos são feitos para uma pessoa, porém é possível dividir o prato para uma pessoa se os dois comerem um pouco menos.

Quando falamos em culinária italiana logo pensamos em pizza e massa certo? Porém esse restaurante conta com uma diversidade muito maior, pois na Itália se come muita carne também, de diferentes espécies como peixes, carne vermelha, frango e frutos do mar, conheça um pouco mais sobre a culinária Italiana.

panela italiana

Você pode pedir massas e risotos, porém aconselho que experimentem os pratos que são feitos com carnes e seus acompanhamentos, pois são de tirar o folego. Tudo muito bem preparado e servido, para que você sinta de fato toda a culinária italiana dentro da panela mais charmosa que você verá.

As sobremesas são bem simples e tradicionais, porém com um sabor incrível, da vontade que o momento não termine mais. As opções são um pouco limitadas, pois é um ambiente novo e ainda precisa de muitos testes até que tudo esteja funcionando bem. Porém não há reclamação alguma com o local, pois o ambiente é maravilhoso e todos os profissionais são muito atenciosos.

Por ser um ambiente grande o garçom sempre irá acompanhar até a mesa e estará de prontidão quando precisarem de alguma coisa. É uma quantidade grande de mesas e com poucos garçons, porém um atendimento impecável.

Please follow and like us:

Tradições Italianas

É comum na Itália presentar as mulheres com um ramo de mimosa no dia das mulheres, para comemorar o Giorno Della Donna (Dia das mulheres). A mimosa é uma flor amarela muito comum por lá e também é uma das mais resistentes no inverno.

Essa tradição italiana nasceu em 1946, no primeiro dia das mulheres que aconteceu depois do final da Segunda Guerra Mundial, por decisão de todas as mulheres italianas do Unione Donne in Italia que procuraram um símbolo que representasse o dia que era muito especial a todas elas. A escolha dessa flor foi por causa da mimosa, que muitos conhecem por tangerina ou mexerica, fl

orescer na época do dia 8 de março, então suas flores estavam vivas.

Adornos de fitas de nascimento e casamento

Outra tradição curiosa na Itália é que os italianos tem o costume de anunciar os nascimentos e também os casamentos com adornos de fitas. É comum quando nasce uma criança que seus pais coloquem na porta da casa um adorno de fita colorido, para as meninas rosa e para o menino azul, sempre com o nome da criança para anunciar e homenagear sua chegada.

Assim todos os vizinhos ficam sabendo da novidade, o nascimento do bebê e com isso podem ir visitar a família. Levando comida, presentes e muito mais. Já quando acontece um casamento, os italianos tem o costume de enfeitar o carro dos noivos e também o do cortejo com esses adornos, porém são com fitas brancas.

Cada região possui seu dialeto

Na Itália é comum pensar que a língua oficial do país seja o italiano, porém cada região na Itália possui um próprio dialeto. Muitas vezes esse dialeto pode ser mito diferente do que se conhece por italiano. Com a universalização do idioma italiano para o ensino da língua dentro das escolas só se deu depois da segunda guerra, por esse motivo os mais antigos costumam falar mais em dialeto do que o próprio italiano.

Por exemplo, na região de Vêneto, conheça mais sobre a cidade aqui, o dialeto é extremamente comum e falado por todas as pessoas e de todas as idades. Você encontra placas em italiano, além de ruas e estabelecimentos comerciais.

Festas Populares

É comum que em cada região dentro da Itália possua uma festa popular, que comumente ocorre no dia do santo padroeiro de cada cidade em particular. Sendo comemoração em virtude das mudanças de estação de ano e até mesmo alguma comemoração da própria igreja católica.

Essas festas normalmente remontam todo o cenário da Idade Média e são muito comemoradas por todos os moradores da região em questão. Uma das festas que é muito famosa se chama Palio de Siena, sendo uma corrida de cavalos que acontece todo ano desde o século XVII na cidade de Siena, Toscana.

Já em Piemonte é possível ver o Palio de Asti que comemora o final do verão, já no carnaval a Batalha de Laranjas de Ivrea é literalmente uma guerra de laranjas que acontece todos os anos.

Cumprimento Italiano

É comum vermos em filmes de máfias italianas que tanto homens quanto as mulheres se cumprimentam bom beijos no rosto, demonstrando muito afeto de forma efusiva. Porém isso só acontece dessa forma nos filmes, pois os italianos são calorosos até certo limite.

O costume de se cumprimentar com dois beijos no rosto é muito comum, porém quando as pessoas tem intimidade. Além disso, há uma regra para que esse cumprimento aconteça, o primeiro beijo é sempre no rosto direito e depois no esquerdo. Caso as pessoas não tenham essa intimidade, apenas um aperto de mãos é de grande tamanho para que se cumprimente.

Please follow and like us:

A Lenda Befana

Na Itália logo após o Natal as casas começam a ter muitas meias penduradas nas janelas e nas postas, que são colocadas para as crianças esperarem pela Befana. Caso elas tenham sido boazinhas durante todo o ano recebem presentes e que na maioria das vezes são sempre algum doce que elas gostam bastante.

A primeira vez onde se ouviu falar sobre a Befana foi no século XIV, quando Francesco Berni a descreveu como um fantoche exposto na noite que antecede a epifania. Em tradição é a noite em que os Reis Magos visitam Jesus Cristo.

As origens da lenda da Epifania são pagãs, pois nos tempos antigos os romanos acreditavam que no prazo de 12 dias após o solstício de inverno, seria celebrada a morte e renascimento da Mãe Natureza. Sendo que mais de uma vez de acordo com os antepassados, todas as doze figuras feminina que foram liberada por Diana, a deusa da vegetação e da lua, voaram sobre os campor para poder torná-los férteis.

Como de costume a igreja condenou todas as crenças como do mal e até mesmo más influencias diabólicas. Sendo assim, através de misturas das religiões com o passar dos séculos pela Idade Média, chegou ao que hoje é considerado por Befana, uma senhora boa, porém próxima a imagem de uma boa bruxa.

O aspecto de idosa tem como origem uma representação do “ano passado”, sendo que em quase todos os lugares em que se é comemorado hoje a Epifania, a Befana é sempre representada por uma boneca de madeira que é vestida com roupas parecidas a de uma idosa.

A lenda Befana e real

Existem também algumas versões da lenda Befana onde você poder ler mais aqui que diz que nasceu de um festival romano que é ligado a troca de presentes. Já outras crenças acreditam que está ligada com algumas deusas mitológicas germânicas da natureza invernal, ou seja, amigas da Berchta e Holda.

Enquanto algumas versões católicas,  acreditam que a lenda nasceu com a história dos reis magos que enquanto durava a sua viagem para Belém para conhecer o menino Jesus e também para doar os presentes. Eles se perderam na estrada e também encontraram uma senhora idosa que os ajudou, mas não quis acompanhar e depois essa senhora acabou se sentando em culpa por não poder ir com eles, acabou levando também um presente para Jesus, mas não conseguiram encontrar os Magos e nem manjedoura.

Sendo assim resolvou para em todas as casas para dar doces para as crianças e desde então, conforme esta lenda a Befana resolveu girar o mundo dando presente para todas as crianças.

No entanto a tradição fala que a noite entre o dia 5 e 6 de Janeiro, uma senhora sobe em sua vassoura e vai de casa em casa deixando doces e presente para todas as crianças boas. Já para as crianças que não tiveram um bom comportamento, recebem um doce em forma de carvão preto.

Já em muitos países Europeus é comum as pessoas queimarem o boneco coberto de roupas usadas no início do ano e em algumas vezes dentro do boneco se encontra muitos doces e balas como recheio.

Sempre que comemoram o Reveillon em Bolonha, acontece a festa do Falo del Veglione, conhecida como Fogueira do Ano Novo, enquanto em Varallo no Piemonte, no dia 6 de janeiro para início do carnaval, é feita uma grande fogueira para comemoração.

É uma comemoração bem categórica e regional, pois é uma crença que foi criada na região da Itália e é passada por séculos pelas famílias. Pois é uma época do ano muito esperada, principalmente pelas crianças que irão ganhar muitos doces ou presentes.

Please follow and like us:

Casamento Italiano

Vale lembrar que no Brasil existem muitos descendentes de italianos, principalmente na região sul e sudeste do país. A imigração que aconteceu há muitos anos atrás e certamente teve uma grande influencia para com a nossa cultura, que aderiu também muitos costumes que foram trazidos da Itália.

O casamento italiano é um dos eventos familiares mais importantes que pode existir, por isso muitos parentes acabam dando duas opiniões próprias sobre o casamento e até mesmo se pre dispões a ajudar. O buffet do casamento é um desses pequenos detalhes em que a maioria dos membros da família devem opinar e até mesmo botar a mão na massa, literalmente. Porém é preciso também da ajuda de profissionais, mais dicas, onde você pode entender como escolher aqui.

Antes da própria cerimonia do casamento ser realizada, é de costume que todos se reúnam na casa da noiva para que haja um pré encontro com muita comida, um almoço de família grande e com todos os presentes, regado a muito vinho. Onde todos confraternizam e possam interagir entre a família, como uma grande forma de expressar gratidão e muito amor aos noivos que irão se casar.

Já os trajes para o casamento italiano não têm a tradição muito diferente da que estamos acostumados, um vestido de noiva brando, ou até mesmo em tons pastéis mais claros, é que as noivas costumam mais utilizar na data de seus casamentos. O véu é praticamente obrigatório se tiver uma cerimônia muito religiosa, além de outros acessórios para as noivas que também são muito bem vindos, especialmente se for fazer parte da famosa tradição: carregar algo velho, algo novo, algo emprestado e algo azul.

Nos casamentos italianos há um item a mais: um presente. Estre é entregue para simbolizar todo o carinho de pessoas próximas e queridas, que desejam ao casal muitas felicidades, prosperidade e uma vida a dois repleta de amor e companheirismo.

Toda a decoração do casamento italiano é feita com muito abuso de laços e flores, pode-se notar que não poupados esforços para crias os arranjos mais chamativos e mais bonitos que você já viu. Caso a cerimônia e a festa sejam feitos em um espaço ao ar livre, melhor ainda porque você realmente sentirá toda a cultura italiana em um casamento tradicional do país. Um casamento autêntico com a decoração feita com flores e arranjos florais, expressando a beleza de ser italiano.

Porém existe uma curiosidade, na Itália quem escolhe o modelo do buquê da noiva, é o noivo. Que deverá ser entregue pela futura sofra na manhã do casamento, como se fosse um gesto de aprovação dela perante a mulher com a qual seu filho passará o resto da vida.

Vale lembrar que os noivos não podem se ver ou até mesmo se falar a partir da meia noite que antecede o dia da cerimonia.

Confetes também são adereços indispensáveis em um casamento tradicional italiano, para que seja uma lembrança entregue a todos os convidados no final da festa. A tradição é que seja entregue cinco confetes, que representam riqueza, saúde, fertilidade, felicidade e longevidade.

Ao final do casamento a chuva de arroz também é tradição nos casamentos italianos, porém hoje em dia não é tão mais comum utilizar o arroz, muitos optam por bolhas de sabão ou até mesmo brilhos que são acesos na hora em que o casal está saindo da igreja. Isso fica a critério dos noivos, pois cada um possui sua particularidade e suas crenças do que poderá ser utilizado nesse momento.

Por fim é importante que o marido cruze a porta com a mulher nos braços ao chegar em casa, pois a tradição diz que é uma forma de proteger a esposa de espíritos malignos.

Please follow and like us:

Um Pouco Sobre a cultura italiana

Introdução

Saber a cultura italiana é essencial para nós brasileiros, porque vários imigrantes da Itália chegaram ao Brasil entre o final do século XIX e também início do século XX. Estes imigrantes trouxeram a cultura italiana para, especialmente, as regiões sul e também sudeste do Brasil.

Língua Italiana

A língua italiana possui sua origem no latim, língua solene do Poderio Romano. Porém, vale ressaltar que existem copiosos dialetos na Itália como, eg, o sardo, o napolitano e também o toscano. A língua italiana foi deveras oficializada com o processo de centralização do país em 1861 e também a treinamento do Estado- Pátria.

Música

A Itália possui uma rica tradição músico, porque foi um dos primordiais berços da ópera, com prol para compositores como Rossini, Puccini e também Verdi. No presente a música pop italiana e também o estilo romântico itálico fazem bastante sucesso dentro e também fora do país.

Artes

A Itália é infestada de museus de arte. A arte romana e também renascentista se destacam no país. Vamos poder manifestar que a arte italiana influenciou muitos artistas e também estilos artísticos durante a história.

Culinária

A culinária italiana é notória e também se espalha pelos quatros cantos do planeta. Os pratos típicos são as massas como, eg, nhoque, ravióli, capeletti, canelone e também lasanha. A pizza também é uma marca registrada da culinária italiana. Os molhos, singularmente os que usam o tomate, também são destaques, porque usam temperos muitos e também enriquecem o sabor de outros pratos.

O bola
O pelada, chamado de cálcio na Itália, é o principal esporte do país. Os italianos são considerados torcedores apaixonados e também os jogos costumam encher os estádios.

Cinema
O cinema é bastante valorizado na Itália, que já produziu filmes ganhadores de copiosos prêmios internacionais. O principal gênero do cinema itálico é a comédia. Os anos dourados do cinema italiana foram entre as muito tempo de 1950 e também 1980. Neste temporada, vamos poder realçar cineastas como, citando caso análogo, Vittorio De Sica, Federico Fellini, Sergio Leone, Michelangelo Antonioni e também Dario Argento.

Religião

A Itália é um país formado por aglomeração católica. Vale lembra que toda estrutura da Igreja Católica Apostólica Romana encontra-se no Vaticano. Extensa secção dos italianos é praticante da religião católica. As igrejas são encontradas em extensa quantidade nas cidades.

 

Tendência
Outro possante paisagem da cultura italiana é a voga. O país é considerado um dos primordiais polos de produção tendência do planeta com proeminência para a cidade de Milão. A Vogue Itália é considerada uma das primordiais atualidades tendência da atualidade. Vamos poder primar estilistas italianos conhecidos como, eg, Giorgio Armani, Versace, Gucci, Valentino entre muitos outros.

Você sabia?
– O povo itálico é sabido por ser feliz, recreativo e também comunicativo. Gostam bastante de dançar, trovar, conversar e também fazer festas. Comunicam basta, frequentemente gesticulando com as mãos, e também adoram reunir a família para os tradicionais almoços de domingo.

FONTE: Clique Para ver.

Please follow and like us: